O efeito Doppler e o Universo em expansão

Conhecemos como efeito Doppler o fenômeno relativístico que ocorre quando existem velocidades relativas entre fontes emissoras de ondas e seus observadores, o efeito Doppler explica a teoria da expansão do universo, e em virtude do chamado deslocamento do vermelho pode-se constatar o afastamento das galáxias.

Como acontece o efeito Doppler?

Em algum momento, você já se deparou com uma situação em que ouviu o som da sirene de uma ambulância passando?

Você já deve ter notado que o som da sirene da ambulância, parece ser mais agudo quando o veículo aproxima-se do que quando ele se afasta.

Na realidade, a frequência emitida pela sirene é sempre a mesma, o que muda é nossa sensação auditiva.

Vamos considerar a situação representada na figura abaixo:

Frequência Emitida e Sensação Auditiva

A ambulância encontra-se parada, mas a sirene está ligada. Os observadores A (carro) e B (Caminhão) ouvem a frequência emitida pela sirene da ambulância de formas diferentes.

Sheldon de Big Bang Theory, vestido de efeito Doppler

Sheldon de Big Bang Theory, vestido de efeito Doppler.

Na astronomia, o efeito Doppler é utilizado para medir a velocidade relativa das estrelas e outros corpos celestes luminosos em relação à Terra.

Essas medidas fizeram os cientistas concluírem que o universo está em expansão, pois a cor destes corpos celestes luminosos apresenta maior desvio para o vermelho o que indica que a distância entre eles e nós está aumentando.

Como funciona o efeito Doppler

Assim, devido ao efeito Doppler, as cores do espectro eletromagnético de uma estrela aparecem deslocadas para o vermelho, caso o astro observado esteja se afastando, ou deslocadas para o azul, no caso do astro estar se aproximando de nós.

portanto, esta relação entre a distância e a velocidade com que as galáxias se “afastam” é vista como sendo uma prova de que o espaço entre as galáxias está a crescer, ou seja uma prova de que o Universo está em expansão.

Lembrando que, é o espaço entre as galáxias que está a expandir-se, não são as galáxias que quão mais distantes estão da Via Láctea mais depressa se afastam de nós.