Nebulosas: O que são e como elas se formam?

Nebulosas: O que são e como elas se formam?

Nesse post vamos falar um pouco sobre o que são as Nebulosas, suas origens, tipos e curiosidades.

O latim “nebulosa” se refere a nuvem, essa é sua formação básica, nuvens de gás e poeira entre as estrelas que brilham no universo em uma visão caótica e colorida.

Nebulosas são iluminadas pelas estrelas que em seu berço ou por estrelas próximas. Tem notável significado cosmológico, porque muitas delas são lugares onde nascem estrelas por fenômenos de condensação e agregação de matéria, em outras vezes eles são os restos de estrelas já extintas ou ameaçadas desaparecerem do universo.

Essa forma poderosa de energia possui um papel importante também na evolução química das galáxias, pois liberam no espaço, enriquecendo-o com elementos pesados e outros produtos de nucleossíntese, como carbono, azoto, oxigênio e cálcio.

Nebulosa Borboleta da constelação do Escorpião. A estrutura da nebulosa é uma das mais complexas já observadas que a fica a 3.392 anos-luz da Terra.

O carbono é um componente-chave de toda a vida que ocorre naturalmente na Terra. Por isso, muitos pesquisadores afirmam que somos mesmo feitos de poeira de estrelas.


“Tanto os seres humanos quanto os astros brilhantes no universo possuem 97% do mesmo tipo de átomos.”

Carl Sagan

Como se forma a nebulosa?

Nebulosas são objetos de muitas formas e tamanhos e são formadas de muitas maneiras, conheça as principais:

Nebulosas de emissão

Nebulosas de emissão são nuvens gasosas que possuem um alta temperatura interna, e são iluminadas por luz ultravioleta proveniente de uma estrela próxima, como nosso sol.

Quando os átomos que compõem a poeira cósmica decaem para estados de energia menos acelerado, ocorre a liberação de luz visível.

Geralmente, essa nebulosa é irradiada por uma cor vermelha, isso por causa do hidrogênio, material em maior abundância no universo.

Nebulosa do Anel, também conhecida como Messier 57. Essa é uma nebulosa de emissão que fica a 2300 anos-luz da Terra.

Nebulosas de reflexão

Nebulosas que apenas refletem a luz de uma estrela próxima são classificadas como refletoras, ou Nebulosas de reflexão.

Normalmente esse tipo de formação se apresenta mais espalhada, menos densa em seu formato. Essas nebulosas apresentam tons azuis em suas cores.

Nebula Cabeça de Bruxa, nebulosa de reflexão que está a 900 anos-luz da Terra.

Nebulosas escuras

Nebulosas escuras possuem esse nome, porque impedem  impedem a passagem da luz e são observadas mediante o contraste adquirido em relação aos demais objetos celestes que as rodeiam.

A forma destas nuvens escuras é muito irregular: não têm limites claramente definidos e por vezes tomam formas serpenteadas.

As maiores nebulosas escuras são visíveis a olho nu, aparecendo como manchas escuras em frente do brilho de fundo da Via Láctea. Esse tipo de nebulosa geralmente está associado a regiões de formação de estrelas.

Nebulosa Cabeça de Cavalo. Pertencente à constelação de Orion, essa nebulosa escura está a 1500 anos-luz da Terra.

Nebulosas planetárias

Algumas nebulosas, o serem observadas pela primeira vez, foram confundidas com planetas. Após novas pesquisas, observou-se que esses objetos eram nuvens cósmicas que emitiam energia a partir da explosão de uma estrela central.

No final da vida das estrelas que atingem a sua fase de gigante vermelha, onde tem suas camadas exteriores são expelidas devido a pulsações e a intensos ventos estelares.

Após a expulsão destas camadas, um pequeno núcleo da estrela, o qual se encontra a uma grande temperatura e brilha intensamente.

A radiação ultravioleta emitida por este núcleo ioniza as camadas externas que a estrela tinha expulsado.

Nebulosa de Órion ou nebulosa de Orião e situada a sul do Cinto de Órion. está a 1800 anos-luz da Terra.

Qual a nebulosa mais próxima da Terra?

A nebulosa mais próxima da Terra é a Nebulosa Hélix, ou Hélice (NGC 7293).

Ela está localizada na constelação de Aquário a aproximadamente 695 anos-luz de nós. A nebulosa de Hélix é uma nebulosa planetária que se formou a partir da morte de uma estrela.

Nebulosa de Hélix é chamada de ”o olho de Deus” por sua posição estar respectivamente de um ponto de vista privilegiado da terra, como se estivesse olhando pra nós.

Posto então o termo por alguns cientistas, filósofos e milhares de internautas que aderem a essa ideia ou teoria, pois está relacionado ao nome ”O olho de Deus a nos vigiar”.

Conheça as principais nebulosas já descobertas