Furacão Laura é observado da Estação Espacial Internacional

O comandante da NASA, Chris Cassidy, compartilhou imagens do furacão Laura capturado na quinta-feira (27), quando a Estação Espacial Internacional voou mais de 400 quilômetros quando a tempestade estava situada acima do Golfo do México, em direção à Louisiana.

Imagem capturada pela ISS

Cassidy, o único astronauta da NASA na estação, tuitou as fotos quando o furacão Laura alcançou a força da categoria 4 em direção a um Landfall no sudoeste da Louisiana

O ciclone finalmente se fortaleceu com ventos máximos sustentados de 250 km/h ao se aproximar da costa da Louisiana na noite de quinta-feira.

Furacão Laura capturado pela ISS
Furacão Laura capturado pela ISS
Furacão Laura capturado pela ISS

Crédito: NASA / Chris Cassidy

O furacão Laura estava se movendo em direção ao norte-noroeste quando Cassidy compartilhou suas fotos no Twitter. 

Destruição do furação Laura

O furacão Laura chegou a Louisiana, nesta quinta-feira (27), destruindo edifícios em cidades pequenas do extremo sudoeste do estado norte-americano e matando quatro pessoas atingidas por quedas de árvores sobre suas casas, informaram autoridades.

Os danos provocados até agora, no entanto, são menores do que os meteorologistas haviam previsto.

Tropas da Guarda Nacional retiraram destroços de estradas. Havia linhas de transmissão caídas nas ruas ao redor da cidade, e os ventos viraram alguns caminhões semirreboque.

Na pequena cidade de Starks, cerca de 40 quilômetros ao noroeste de Lake Charles, pinheiros espalhados por estradas e casas eram o maior desafio para a limpeza local.

De acordo com o Centro Nacional de Furacões (NHC), o Laura tocou o solo pouco antes da 1h, como uma tempestade de categoria 4, com ventos de 240 km/h na pequena cidade de Cameron, em Louisiana.

A volta de Cassidy e outros astronautas

Cassidy e seus companheiros russos – Anatoly Ivanishin e Ivan Vagner – estão nos últimos dois meses de sua expedição de seis meses na estação espacial. 

Os membros da tripulação estão programados para retornar à Terra em outubro em sua cápsula russa Soyuz, logo após a chegada de uma nova tripulação de três pessoas em uma nova nave espacial Soyuz em 14 de outubro.

Quatro astronautas adicionais estão programados para lançamento no laboratório de pesquisa em órbita em 23 de outubro, a bordo do primeiro vôo operacional de uma espaçonave SpaceX Crew Dragon.