NASA apresenta plano de US$ 28 bilhões para missão lunar em 2024

A NASA divulgou um plano de quase cinco anos e US$ 28 bilhões investidos para as novas missões, que tem como objetivo levar astronautas à superfície da lua, antes do final de 2024.

De volta a Lua

A NASA divulgou um novo documento descrevendo a abordagem da agência espacial para levar astronautas na Lua desde a missão Apollo 17, em dezembro de 1972.

Apollo 17 – última missão na superfície da Lua

O programa, denominado Artemis, abrange as iniciativas SLS, Orion, Human Landing Systems e o Gateway, formando uma missão principal de órbita lunar que acabará servindo como ponto de partida para missões à lua.

O governo americano, no ano passado instruiu a NASA a pousar a primeira mulher e o próximo homem na lua até o final de 2024, aumentando em quatro anos o cronograma anterior de pouso na lua da agência espacial.

Os cientistas reconhecem o desafio de pousar astronautas na Lua em um plano audacioso de quatro anos. 

Nessa meta, existem rês empresas envolvidas nos processos – Dynetics, SpaceX e Blue Origin – estão desenvolvendo sondas lunares tripuladas para a NASA, que planeja no próximo ano selecionar uma ou duas equipes de sondas para continuar trabalhando em suas espaçonaves.

Missões Dynetics, SpaceX e Blue Origin

O desafio que temos é o risco político – os programas que duram muito, que custam muito e que acabam sendo descartados mais tarde no programa de desenvolvimento.

Acrescentando que os programas que se desenvolvem em cronogramas mais longos geralmente terminam com custos gerais mais elevados. Portanto, para economizar dinheiro e reduzir o risco político, o cronograma agressivo, mas possível.

Plano de exploração lunar

A agência espacial americana delineou um programa de duas etapas para iniciar de forma rápida o planejamento para levar os astronautas à lua até o final de 2024.

Em seguida, a NASA pretende desenvolver um “acampamento base Artemis” até o final de 2020, próximo à lua pólo sul, onde as equipes poderão viver e trabalhar por meses no solo lunar.

As estimativas do orçamento inicial não incluem desenvolvimentos focados em sustentar o programa lunar, como a estação Gateway, habitates de superfície e rovers.

A base lunar da NASA poderia ser assim (ESA / Pierre Carril)

Isso não significa que esses programas não serão financiados nos próximos anos, disse a NASA. Os primeiros dois elementos da estação de gateway continuam programados para serem lançados juntos em 2023.

A NASA projeta que as partes do programa Artemis necessárias para o pouso na lua de 2024 – conhecido como Fase 1 – custarão US $ 28 bilhões até o ano fiscal de 2025, que começa em 1º de outubro de 2024.