OVNI avistado na China é um fenômeno óptico formado pela reflexão da luz

Luzes coloridas apareceram acima de arranha-céus na China em uma formação parecida com um mapa, e não demorou para surgirem especulações envolvendo OVNIs, que logo caíram por terra.

O vídeo amplamente compartilhado nas mídias sociais chinesas revela as luzes coloridas no céu noturno parcialmente nublado em Shenzhen, um importante centro industrial.

As luzes são de tons de vermelho, verde e amarelo, reunindo-se. Um homem pode ser ouvido atrás da câmera dizendo: “Realmente parece OVNIs“.

O clipe foi visto mais de 140.000 vezes no Weibo, uma plataforma de mídia social semelhante ao Twitter.

Fenômeno climático

Mas especialistas do departamento meteorológico local já identificaram o fenômeno atmosférico como “pilares da luz“, que geralmente ocorrem em climas mais frios, quando fontes de luz como o sol, a lua ou as luzes da rua refletem os cristais de gelo suspensos no ar, descartando um evento ufológico..

A ocorrência é particularmente rara acima dos céus da tropical Shenzhen, onde o video foi gravado, que atualmente experimenta elevações diárias de temperatura de até 34 °C.

O Departamento Meteorológico de Shenzhen escreveu no Weibo: “Chamamos isso de ‘pilares quentes da luz da noite’. Eles se formam em condições muito específicas”.

Pilares de luz

Os pilares de luz ocorrem quando pequenos cristais de gelo hexagonais e planos se formam em regiões mais baixas da atmosfera do que o comum, criando uma espécie de espelho gigante que reflete a luz emitida por uma fonte qualquer — como as luzes de casas, carros e das cidades.

Pilares de luz são confundidas com OVNIs visto na china.
Pilares de luz

Então, o que acontece é que, em vez de viajar para o espaço, as luzes acabam sendo refletidas de volta à Terra pelos cristais de gelo, criando a ilusão dos pilares.

As cores, aliás, costumam ser as mesmas das fontes luminosas e, por isso, os feixes aparecem coloridos.

Na realidade, os pilares de luz tem algo em comum com as auroras boreais sim, eles se formam em regiões muito, muito frias, como é o caso do Canadá no inverno.